lillylovesgreen

sobre tudo um pouco

a dor a e a delícia de ser o que é 23 agosto, 2011

Filed under: amizade,de tudo um pouco,filme,música — Ligia @ 3:00 pm

Inspiração em um dia especial como hoje com vontade de simplesmente deitar em ‘lençóis de linho’, sentir-me em casa, cantar junto e ouvir música boa.

lay me down in sheets of linen
you  had a busy day today

Anúncios
 

sobre um outro josé 16 agosto, 2011

Filed under: de tudo um pouco,filme — Ligia @ 10:45 am

“Se eu tivesse morrido aos 63 anos, antes de te conhecer, teria morrido muito mais velho do que serei quando chegar a minha hora” – José Saramago para sua mulher, Pilar.

Porque nunca é tarde

Porque é sempre possível

Porque é pra todo mundo

E porque, pelo menos nos meus sonhos mais ingênuos, deve ser para a vida toda.

 

blue valentine 18 janeiro, 2011

Filed under: filme — Ligia @ 9:19 pm

Estou ansiosa para ver esse filme, que estréia aqui só no final de fevereiro. A atuação e química dos dois foi super elogiada e a entrevista que vi com ela sobre o filme também foi de emocionar.

Esse é um trecho no qual me reconheço: ser tocada por uma música linda, que representa alguma coisa importante de uma relação. Adoro a felicidade dela e a paixão com desejo no olhar dos dois.

 

outro momento, a mesma sensação 18 outubro, 2010

Filed under: filme,livros — Ligia @ 10:30 pm

dois anos li ‘eat, pray, love’  durante umas férias deliciosas (pós-mestrado…) e num momento em que realmente precisava de um sopro de inspiração – foi excelente e me deu fôlego para um novo começo, resgatando várias coisas que eu sempre achei importantes na vida.

Agora vi o filme e foi igualmente estimulante, novas idéias brotando, mais fermento para a vontade de viajar, vontade imensa de fazer coisas mais prazeirosas e de me apaixonar intensamente por muito mais situações, músicas, desejos, planos e pessoas.

 

contra a parede 30 junho, 2010

Filed under: filme — Ligia @ 8:27 pm

No ano passado fui ‘apresentada’ a um diretor de cinema que não conhecia, Fatih Akin, por meio de seu ótimo filme Soul Kitchen, cuja trilha sonora também é incrível!

Depois desse, tenho tentado assistir seus outros filmes que são tão fantásticos quanto e todos do jeito que eu gosto: roteiros caprichados, histórias de amor dramáticas e trilhas super bacanas. Já vi Im July e Gegen die Wand, o próximo será Auf der andere Seite – que é o predileto de um amigo que tem o meu gosto para filmes. Todos os filmes são em alemão (adoro isso também), com atores de origem turca e mostram a relação Alemanha – Turquia, mais precisamente Hamburgo e Istambul. Origens que fazem parte da minha infância e cidades que estão nos meus planos das próximas férias…

Outra característica que me atrai, e dá um quê de Tarantino’s Mind, é a repetição de atores: o coadjuvante de um é o principal do outro e etc etc etc. Vale a pena.

Mais no IMDB.

 

às vezes o melhor é não saber 28 abril, 2010

Filed under: dia-a-dia,filme — Ligia @ 7:01 pm

‘i’ve opened pandora’s box and there’s trouble inside’

vontade de assistir Notting Hill pela milésima vez…

 

duas vezes woody allen 26 abril, 2010

Filed under: dia-a-dia,filme — Ligia @ 8:18 pm

No final de semana fui ver Whatever Works, o novo do Woody Allen. Gostei (não amei) e repito aqui o que li na crítica do Estadão: é mais do mesmo, e daí?  É dele, é divertido e muitas vezes fantástico e exagerado, mas me fez pensar que é mais fácil viver e pronto, sem nóias e zuzu zzzzzen.

E daí vem a segunda parte dele, uma piadinha que faz pensar que é realmente melhor deixar de querer entender certas coisas…

“To love is to suffer. To avoid suffering, one must not love. But then, one suffers from not loving. Therefore, to love is to suffer; not to love is to suffer; to suffer is to suffer. To be happy is to love. To be happy, then, is to suffer, but suffering makes one unhappy. Therefore, to be happy, one must love or love to suffer or suffer from too much happiness.”