lillylovesgreen

sobre tudo um pouco

estamos à soleira de uma porta aberta para uma vida nova 31 dezembro, 2010

Filed under: dia-a-dia — Ligia @ 9:36 pm

2009 foi o ano do resgate de mim mesma.

2010 foi o ano das descobertas e experiências e desejo que 2011 seja o ano dos encontros e conquistas.

2010 também promoveu novas amizades e foi uma delas que me recomendou o livro que terminei de ler hj: ‘Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres’ de Clarice Lispector. O desejo de lê-lo veio, além da recomendação, após ter visto a peça de Beth Goulart – Simplesmente Eu que, em conjunto com as sensações ainda vívidas da exposição de anos atrás no Museu da Lingua Portuguesa, me despertou a curiosidade sobre seus textos.

Já tinha lido alguns contos e A Paixão segundo GH durante a adolescência e o impacto não tinha sido tão forte quanto agora. Termino o ano intensamente satisfeita com tudo o que vivi e assim como Lóri, estou pronta. Pronta para viver tudo o que tenho que viver, me entregar pra valer e tudo isso com tanta segurança que me estimula ainda mais.

“Tudo me parece um sonho. Mas não é, disse ele, a realidade é que é inacreditável.”

 

e flutuar, pode? 30 dezembro, 2010

Filed under: dia-a-dia — Ligia @ 2:06 am

 

viajar é preciso, viver não é preciso 22 dezembro, 2010

Filed under: viagem — Ligia @ 6:52 pm

 

insensatez 13 dezembro, 2010

Filed under: dia-a-dia — Ligia @ 11:39 pm

queria que a paixão inebriante fosse eterna, sólida e verdadeira;

que os abraços osmóticos fossem duradouros e sempre frequentes;

que a convivência fosse possível, fácil e deliciosa;

que o me sentir amada, querida e especial fosse real e rotineiro.

tudo isso um dia será e, quando for, eu terei encontrado o que há tempos procuro.

 

etiqueta 9 dezembro, 2010

Filed under: dia-a-dia,música — Ligia @ 6:37 pm

Repare bem, não é assim que a gente faz com o que tem.
Se a gente ama de verdade, orgulho, vaidade, desamor são coisas banais que só tem utilidade pra machucar o nosso amor.

(Coisas Banais – Candeia)

 

leitura 8 dezembro, 2010

Filed under: livros — Ligia @ 7:33 pm

‘No céu nu e absolutamente azul nenhuma nuvem de amor que chore’

Clarice Lispector em ‘Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres’